Inovação & Métodos Ágeis

inovação

O QUE É INOVAÇÃO?

Inovar de acordo com o dicionário é: Realizar algo novo ou que nunca havia sido feito antes; produzir novidades: inovou a casa; uma empresa que está sempre inovando.

E pra você? O que é inovar? Deixe pra gente nos comentários!

Quando você pensa em inovação, o que vem na sua cabeça? Bom acho que para muitos vem a Apple né?

Então fica ai uma frase do nosso grande inovador: 

“ A inovação distingue um líder de um servidor ”

– Steve Jobs

Por que Inovar? 

inovação

Em um mundo de constantes mudanças, você tem duas opções, ou você inova ou fica para trás…

Acha que eu estou exagerando? Você viu o que aconteceu com os táxis depois do Uber? E com os tocadores de CD depois do Spotify? 

No processo de inovar, você irá criar coisas novas, às vezes até únicas!  

Dentre os benefícios de estar sempre inovando, ou seja, de implantar a cultura da inovação, você terá: 

  • Facilidade de acompanhar tendências
  • Novas soluções para problemas recorrentes
  • Ampliação de diferencial da empresa

Inovação e métodos ágeis

E o que inovar tem a ver com métodos ágeis? 

Quando você  possui uma cultura de inovação, consequentemente você está se adaptando à mudanças, ou seja, você está sendo ágil! 

Vale lembrar que ser ágil não é ser rápido, é saber se adaptar às mudanças!

E para se adaptar às mudanças,  consequentemente  você terá que inovar, criar, solucionar problemas. 

E além de ser ágil, ao inovar, você está sendo antifrágil! 

Para quem ainda não conhece o conceito de antifrágil, vale a pena ler o seguinte artigo: https://fia.com.br/blog/antifragil/

Um ponto importante da inovação que vale salientar é a importância dela se manter constante, e não apenas acontecer quando for necessário. 

Grandes ideias surgem da resolução de problemas,  mas elas não podem ter a chance de aparecem só quando surgirem problemas… 

E daí entra o conceito de melhoria contínua no ágil.

A ideia disso, é estar sempre revisando o que foi feito e verificando pontos de melhoria, seria um erro rude dizer que todos os processos da sua empresa estão funcionando perfeitamente, sempre temos algo a melhorar. 

Por isso, promova a melhoria contínua junto com a inovação! É o combo perfeito para você melhorar seus processos de trabalho.

TIPOS DE INOVAÇÃO 

Muita gente acredita que inovar seja criar algo fenomenal que ninguém nunca tinha pensado antes… masssssss, não é isso. 

Inovar é ter uma solução nova para algo, é criar uma resposta para um problema que ainda não existia. Para pensar sobre isso eu trouxe dois conceitos: inovação incremental e disruptiva. 

A primeira é quando se incorpora coisas novas em algo que já existe. Por exemplo, você está fazendo a retrospectiva (Saiba mais sobre Scrum) com seu time e verifica que acrescentar algo novo em um processo de trabalho resolveria algum problema … bem, você inovou! 

A segunda é quando há uma mudança completa em algo que já existe. Por exemplo, a mudança do motor à combustão para o elétrico em veículos.

E mesmo assim, se você observar essa inovação, ela não criou um carro completamente diferente dos que já temos, houve alteração apenas em uma parte. 

PROBLEMAS ENCONTRADOS NA INOVAÇÃO

Eu sei, eu sei que inovar não é tão fácil, que em muitas empresas os funcionários não têm abertura para mostrar sua ideia, para palpitar… 

A falta de autonomia, se torna então, um grande problema na hora de inovar.

A minha dica é: não tenha medo de opinar, análise se é um problema apenas na sua equipe, ou se realmente é valor que não faz parte do ambiente que você trabalha… Falamos mais disso nesse episódio do Podcast Sejaágil:


Outro problema é o medo das incertezas.

Quando você implanta algo novo, consequentemente haverá incerteza, já que aquilo nunca foi utilizado antes. E por esse motivo é muito construtivo aliar o ágil à inovação, e porque? 

Por que o ágil lida bem com incertezas, com erros, o fato dos ciclos de trabalho serem curtos faz com que os erros sejam rápidos, reparáveis e se tornem aprendizados e melhorias. 

Então, se você não inova por medo de errar, ou por medo das consequências, trabalhe em ciclos curtos, não mude tudo de uma vez, erre rápido. 

ESTRATÉGIA BARBEL

Outra dica para isso é utilizar a estratégia barbel, que em resumo é investir (dinheiro, tempo ou o que seja) mais em coisas que você tem certeza, cerca de 80%, e os outros 20% em  coisas que você não tem certeza se vai dar certo. 

Então, em qualquer coisa que você faça parte, deixe ali 20% do seu investimento de tempo e/ou dinheiro para inovar! Assim, se você  “falhar” (entre aspas porque não quero que você leia falha como algo negativo aqui), a consequência é pequena e se der certo a recompensa será enorme! 

E quanto a criatividade para inovar? 

inovação

Muita gente acredita que para inovar você tem que ter criatividade, e que existem pessoas que nascem criativas e outras não. 

Se você pensa assim, está enganado. 

Criatividade não é algo que vem no nosso DNA, ela é desenvolvida! E para te ajudar nisso existem alguns métodos, como o design thinking…

Mas claro que não vou acabar esse artigo aqui! Vamos aprender um pouco sobre como inovar!?

COMO INOVAR 

O método mais famoso utilizado para inovar hoje em dia é o Design Thinking.

O Design Thinking é basicamente uma forma de encontrar soluções e pensar fora da caixa! 

É MAIS DO QUE UMA METODOLOGIA, É UM FILOSOFIA E UMA NOVA FORMA DE ENXERGAR AS COISAS, PRIORIZANDO AS NECESSIDADES HUMANAS, A DIVERSIDADE DE IDEIAS E O APRENDIZADO PRÁTICO

O design thinking funciona com você fazendo basicamente duas coisas: DIVERGIR E CONVERGIR!

Como assim? 

Você irá divergir em várias opções  e convergir em algumas escolhas. 

Por exemplo: Você tem um problema para ser solucionado, você irá então, criar várias soluções (sem dar limites para as ideias) e depois disso escolher algumas. 

Um dos métodos de design thinking mais famoso é o da D.School, ele possui 5 fases. 

Design Thinking
Fases do Design Thinking


ETAPAS DO DESIGN THINKING

  • Empatia: Nesse momento você irá aprender sobre a sua audiência, quem são eles? o que eles querem? Como você irá entregar algo de valor para eles? 
  • Definição: Aqui você irá definir o que o seu usuário precisa.
  • Ideação: Agora é a hora de criar ideias! Faça um brainstorm por exemplo, e não se limite ein! Abuse da imaginação!
  • Prototipação: Depois que você criou as ideias, faça um protótipo daquelas que sejam viáveis, que façam mais sentido!
  • Teste: E por fim, TESTE! Valide, obtenha feedbacks, veja onde você pode melhorar! 

O ponto de primordial do Design Thinking é a empatia… afinal de que adianta criar algo se você não está fazendo em função do que o cliente final quer ou precisa? 

E quando eu falo cliente, não estou falando apenas de pessoas que compraram seu produto. Estou falando de qualquer pessoa que irá utilizar do que você cria, pode ser até um colega de outra área da sua empresa! 

Então, não pense que para usar design thinking, para inovar você precisa estar criando um produto novo, uma ideia nova! Você pode usar design thinking no seu dia a dia. 

Agora é sua vez de inovar!

Um abraço, e seja ágil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

{"email":"Email address invalid","url":"Website address invalid","required":"Required field missing"}

Se Inscreva Para Receber Novos Artigos